Primeiro suspense teatral produzido e apresentado no Tocantins, a peça é uma montagem da Cia de Teatro Cenaberta, liderada pelos atores Bell Gama e Kaká Nogueira.
Fonte Redação da Fundação Cultural de Palmas

Primeiro suspense teatral do Tocantins, o espetáculo, “O Antiquário Frankl” permanece em cartaz no Theatro Fernanda Montenegro, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, até domingo, 21, sempre às 20h30. A peça, que é patrocinada com recursos do Fundo Municipal de Cultura da Fundação Cultural de Palmas (FCP), estreou nesta quinta-feira, 18.

A sala antiga de um antiquário é o cenário para momentos que pedem uma atenção precisa do espectador sobre o desenrolar de confusões que envolvem promessas de casamento via cartas por uma agência de matrimônios, obras de arte raras, crimes hediondos, investigações, encontros e muitos desencontros. Estes são alguns dos elementos que formam o roteiro marcante do espetáculo teatral “O Antiquário Frankl”.

Considerado o primeiro suspense teatral produzido e apresentado no Tocantins, a peça é uma montagem da Cia de Teatro Cenaberta, liderada pelos atores Bell Gama e Kaká Nogueira. Uma produção da dramaturgia ainda pouco usual no teatro em todo país. Os atores revelam que a produção foi escolhida pela extrema qualidade dramatúrgica do texto, bem como pelo ineditismo e vontade de explorar e encenar o gênero.

“A curiosidade será um dos elementos essenciais da produção, que não busca especificar data ou localidade, porém a intenção é tecer um fio condutor que liga essa história à rica arquitetura, música e objetos culturais do Tocantins, dando assim um ar único ao espetáculo”, declarou Kaká Nogueira, presidente da Cenaberta, adiantando ainda que a intenção é circular com o espetáculo e de traduzir a peça para o espanhol em uma segunda fase da produção.

A trama se desenrola a partir do embate psicológico dos personagens e seus traumas vividos no passado, que gera tensão todo o tempo. Desta forma, o público é levado a observar os personagens sob diferentes olhares e possibilidades numa trama carregada de questionamentos sobre a natureza humana e suas escolhas.

Sinopse

Um objeto de arte e uma noiva enviada por uma agência de matrimônios são o pano de fundo de “O Antiquário Frankl”, para tratar de conflitos e contradições da psique humana, a partir da trama que envolve os personagens Burk, Norma Rose e Bernard. Um suspense que instiga a reflexão: quantas faces têm um homem? Será que mostramos o que somos ou vivemos de aparências? Será tudo uma questão de escolhas: Ou pode ser esse um jogo mortal?

A produção conta com patrocínio da Fundação Cultural de Palmas, por meio do Fundo Municipal de Cultura, e o ponto oficial de vendas de ingressos é o Restaurante Maria Izabel, (R$ 50,00 inteira/ R$ 25,00 meia-entrada) e na bilheteria do teatro.

Equipe

Com brilhante texto do paulista Wilson Fumoy, o elenco é formado pelos dois atores e a equipe de produção, direção e técnica é exclusiva de profissionais tocantinenses. A direção é do humorista Paulo Vieira, por isso, o suspense ganha ares inovadores com tons de humor ao mistério e suspense. “Estou mergulhando nessa história para tirar de dentro de mim uma maneira interessante (e nova) de conta-lá”, declara Paulo Vieira, adiantando ainda que a intenção é dar à produção uma cara cinematográfica.

 

Ficha técnica

Espetáculo: O Antiquário Frankl

Realização: Cia. Cenaberta de Teatro

Texto: Wilson Fumoy

Direção: Paulo Vieira

Assistência de Direção: Kaká Nogueira

Elenco: Kaká Nogueira e Bell Gama

Produção de Cena: Juliano Gomes

Cenário e Figurino: Erdilez Paiva

Cenotécnica: Equipe da junina Coronéis da Sucupira

Iluminação: Thiago Omena

Sonoplastia: Fábio Geriz

Assessoria de Redes: Bell Gama e Maila Nohara

Ascom: Cinthia Abreu

 

Fotos: Júnior Suzuki.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario