Entorpecentes estavam escondidas em potes e caixa de isopor. Arma de fogo e munições também foram apreendidas.
Fonte Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins  

Policiais Civis da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (DEIC), Núcleo Norte, de Araguaína, comandados pelos Delegados José Anchieta de Menezes Filho, Bruno Boaventura e Alexander Pereira da Costa, efetuaram na tarde de sexta-feira, 9, naquele município, a prisão de dois indivíduos suspeitos de tráfico de drogas e apreenderam mais de 20 kg de maconha, em duas residências no Setor Maracanã.

Homem de 37 anos e Mulher de 33 foram presos.

De acordo com os delegados, a ação se deu em virtude de investigações que apontaram que os presos estariam se utilizando das duas casas como ponto de armazenamento de substâncias entorpecentes.

Cientes da informação, as equipes da DEIC-Norte foram até os referidos imóveis e, após a realização de minuciosas buscas nos cômodos do local, localizaram várias barras de maconha, bem como apreenderam várias porções da mesma droga que totalizaram aproximadamente 20 kg do entorpecente, além de uma arma de fogo, tipo revólver, calibre 38, municiado com seis cartuchos intactos.

Segundo o Delegado José Anchieta, um dos presos já possui passagens pela Polícia Civil e estava cumprindo pena pela prática de outro crime em regime semiaberto. Diante dos fatos, o indivíduo de iniciais F. T. S. F, de 37 anos, e a mulher de iniciais J.L.O, de 33 anos de idade, foram conduzidos até a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína, onde foram autuados pela prática dos crimes de tráfico de drogas.

Após a realização das providências legais cabíveis, o homem foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), e permanecerá à disposição do Poder Judiciário. A mulher foi encaminhada à Unidade Prisional Feminina de Babaçulândia, e também ficará à disposição da Justiça.

Fotos: Polícia Civil.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario