Uma forte explosão estremeceu novamente nesta terça-feira (5) as zonas devastadas pela erupção do Vulcão de Fogo na Guatemala, o que obrigou a interromper as operações de resgate pelo desastre, que deixou até o momento ao menos 73 mortos e milhares de pessoas evacuadas.

Sete comunidades foram esvaziadas nesta terça pelo aumento da atividade vulcânica, após o qual se suspenderam as operações de resgate, disse a jornalistas o porta-voz da Coordenadoria para a Redução de Desastres (Conred), David de León.

De León explicou que, segundo análises de especialistas, novamente poderiam ser registrados fluxos piroclásticos, formados por gases, cinzas e pedras que descem do cume de 3.763 metros de altura.

O aumento da atividade vulcânica provocou pânico na cidade de Escuintla, perto do vulcão, onde moradores entraram em seus automóveis para sair do lugar, provocando um caos no tráfego de veículos.

Um fotógrafo da AFP no local disse que se escutou um forte estrondo e depois uma grande coluna de cinzas se elevou pelos céus, o que obrigou as autoridades a evacuarem todas as pessoas que se encontravam nessa zona.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario